Arquivos do Blog

Los Angeles – Cidade Proibida pode virar série de TV

James Ellroy, escritor do romance L.A. Confidential, que virou filme no final dos anos 90, está negociando com canais americanos sua adaptação para a TV.

A série pretende continuar os eventos de Los Angeles – Cidade Proibida e a a intenção é que seja aprovada sem passar pela fase de avaliação de piloto, já garantindo de início uma primeira temporada completa.

Se nenhuma emissora, seja de TV aberta ou fechada, se interessar pelo projeto, o autor e a produtora New Regency devem procurar canais de streaming, como o Netflix e Amazon, que recentemente começaram a investir nesse meio serializado.

O filme policial com Kevin Spacey, Russell Crowe e Kim Basinger se passa no início dos anos 50, acompanhando três detetives que usam métodos distintos de trabalho e acabam esbarrando em casos espinhosos, como crime organizado, corrupção policial e prostitutas de luxo.

Ao mesmo tempo está sendo desenvolvido um prelúdio de L.A. Confidential para o cinema, com o italiano Luca Guadagnino atrelado à direção. Há um bom tempo não se fala no projeto.

Anúncios

House of Cards é a série mais vista do Netflix

House of Cards, primeira produção própria do Netflix, se tornou o programa mais visto da história do canal de streaming. A empresa não quis divulgar os números, mas comemorou o resultado anunciando dados de uma pesquisa de qualidade, feita com espectadores norte-americanas, que impressionam.

10% dos assinantes assistiram a pelo menos um episódio nos 12 primeiros dias após a rede ter disponibilizado House of Cards. 19,4% acompanharam todos os 13 capítulos da temporada inaugural.

79% destes espectadores aprovaram a série estrelada por Kevin Spacey – 36% acharam a série “extraordinária” e 43% a classificaram como “boa”. Uma média maior de assinantes, cerca de 86%, disse que não tem intenção de cancelar o serviço de streaming porque pretende acompanhar o drama político de David Fincher. Trata-se de uma grande conquista para o Netflix, que já garantiu de cara a lealdade do público da atração.

Outro dado importante, 90% dos espectadores gostaram da ideia do canal ter liberado todos os episódios de uma vez. Os outros 10% da amostra se mostraram indiferentes, mas ninguém se opôs à estratégia.

A série se inspirou no romance britânico homônimo de Michael Dobbs, situado no fim do mandato de Margaret Thatcher como Primeira-Ministra da Inglaterra. Escrita por Beau Willimon (Tudo pelo Poder), a versão americana acompanha a vida de Frank Underwood (Spacey), líder do partido republicano que, após perder o prometido cargo de Secretário de Estado, começa a armar vingança contra os poderosos da Casa Branca.

Os 13 episódios da primeira temporada foram disponibilizados no dia 1º de fevereiro. House of Cards já tem sua segunda temporada garantida.

%d blogueiros gostam disto: